sexta-feira, 13 de agosto de 2010

MEU DOCE CAIU NO CHÃO


Imagine que você esteja comendo um doce... um delicioso doce... o último e delicioso doce que havia na padaria. Você comprou o doce, sentou calmamente na praça e começou a comê-lo devagarinho e com prazer. De repente, você sente uma presença perto de você. Um moleque de rua, franzino, descalço e maltrapilho está olhando fixamente para o seu doce. Comendo seu doce com os olhos. Agora me diga: você consegue continuar a comer o doce com gosto? Você se rende ao pidão e dá o doce quase inteiro a ele? Ou a uruca que ele colocou no doce é tão grande que você derruba o doce no chão?


Pois é, esta situação ilustra o quanto um ser pode ser tão chato a ponto de ser o moleque de rua que empata a sua noite (ou a sua vida), transformando-a no doce cobiçado. Tem gente que de fato não se toca, não sabe ter vida própria, não tem amor-próprio, não entende o significado de um NÃO. E pior que esse tipo de gente pidoncha não te ofende, não te agride verbalmente, não faz nada concreto nem tão grave a ponto de você ter o direito de usar de toda a sua grosseria e dar um basta com B maiúsculo neles. Simplesmente estão lá, com sua presença irritante, te cercando, te podando, te empatando, com cara de criança faminta. Afinal, espantar o moleque que olha com sagacidade pro doce com um safanão seria uma crueldade na visão dos outros. Mas como esse moleque te incomoda!

Você pode dar uma de bom samaritano e dar o doce de presente, entregar sua vida de bandeja, pra que o pidão coloque nela todas as suas frustrações e encanações, azedando seu doce de vez.

Você pode sumir de perto de quem tá te empatando, o que de fato é o mais prudente a se fazer, mas não se iluda, sempre que você estiver com o doce na mão vai ter outro moleque querendo pegar ele de você.

Ou você pode se irritar profundamente, admitir que o ser conseguiu empatar, estragar e azedar a sua noite (ou pior, a sua vida) e derrubar o seu doce no chão.

E foi isso que aconteceu comigo ontem à noite. Eu tentei ignorar o moleque de rua... eu tentei comer meu doce em paz. Mas não teve jeito, o olho grande foi tão forte... que meu doce caiu no chão!

Angels

Um comentário:

Shisuii disse...

Nem fala...