sábado, 4 de dezembro de 2010

Cueca-receita

É a cara do meu. Só que mais desbotadinho. (Que caô!)

Eis que surge mais uma categoria gostosa em nossa cozinha: o Cueca-receita.

Sim, queridas balzaks, ele é uma delícia!

Assim como um bolo de chocolate: macio, calórico, cheiroso e que acalma qualquer TPM em erupção.

Eu sempre afirmei que lugar de homem é na cozinha. E quando ele invade a sua, você não ouse se meter, deixe o menino lá, pois ele sabe o que faz.

Fique, no máximo, com a louça para lavar e quietinha.

O bom em se ter um Cueca-receita na sua cozinha é que a palavra ‘comida’ é interpretada de todas as melhores maneiras possíveis. É um efeito-sanfona sensacional: um entra e sai de calorias que... ui, me abane!

Outro ponto fundamental é que seu tempero é apimentado e condimentado e mantem um diversificado e exótico cardápio. Seu molho se impõe. Quem tem ex-cueca-miojo se esbanja.

O Cueca-receita consegue fazer de uma refeição rapidinha e básica como o arroz-feijão-ovo se tornar uma lasanha borbulhante no teu prato. E a famosa ‘sugestão da casa’ para a ceia de sábado à noite nunca é servida apenas na cozinha.

Tampo teus ouvidos e pergunto: Você quer trocar Edu Guedes por Ana Maria Braga?

Babau audiência global. Dona Palmirinha que o diga.

Só não pode vacilar muito com esse maitre, pois o risco da massa desandar e ele passar de ‘a La carte’ à ‘self-service’ é uma questão de pitadas. O cueca-receita não se encaixa no esquema de rodízio, portanto, suas amigas não precisam experimentar os talentos contidos em sua cozinha.

Por isso, mantenha teu cardápio em off, nêga, com boca e forno cerrados. Cada receita tem seu segredinho, não é mesmo? E mantenha sua despensa cheia, para não se tornar uma dispensada vazia.

E nada de regular ingredientes, deixe o caldeirão ferver.

Humm, ‘bora pra casa, pois esse post já tá me dando fome.
Balzak (cheia de água na boca)

2 comentários:

Angel disse...

Até agora não tive nenhum namorado que cozinhasse pra mim. Mas conheci vários que ME cozinharam durante bom tempo...

Felippe Aníbal disse...

Adorei a proposta de deixar a louça para as mulheres! Desse jeito, topo desfiar meus talentos culinários e outros implícitos nas entrelinhas traçadas :)