quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Troque um Parlamentar por 344 professores

Queridos balzaks, peço desculpas pela falta de atualizações. É que as coisas correm por aqui e tiveram a pachorra de tirar minha Internet no meu trampo. Não sei por que. Será que imaginam que o povo vai trabalhar mais por isso. Rá rá mixuruco.
Mas... como hoje é o Dia do Professor e recebi um email de uma querida proff, resolvi compartilhá-los com vocês.

"Prezado amigo! Sou professor de Física, de ensino médio de uma escola pública em uma cidade do interior da Bahia e gostaria de expor a você o meu salário bruto mensal: R$650,00 Eu fico com vergonha até de dizer, mas meu salário é R$650,00. Isso mesmo! E olha que eu ganho mais que outros colegas de profissão que não possuem um curso superior como eu e recebem minguados R$440,00. Será que alguém acha que, com um salário assim, a rede de ensino poderá contar com professores competentes e dispostos a ensinar? Não querendo generalizar, pois ainda existem bons professores lecionando, atualmente a regra é essa: O professor faz de conta que dá aula, o aluno faz de conta que aprende, o Governo faz de conta que paga e a escola aprova o aluno mal preparado. Incrível, mas é a pura verdade! Sinceramente, eu leciono porque sou um idealista e atualmente vejo a profissão como um trabalho social. Mas nessa semana, o soco que tomei na boca do estomago do meu idealismo foi duro! Descobri que um parlamentar brasileiro custa para o país R$10,2 milhões por ano. São os parlamentares mais caros do mundo. O minuto trabalhado aqui custa ao contribuinte R$11.545. Na Itália, são gastos com parlamentares R$3,9 milhões, na França, pouco mais de R$2,8 milhões, na Espanha, cada parlamentar custa por ano R$850 mil e na vizinha, Argentina, R$1,3 milhões. Trocando em miúdos, um parlamentar custa ao país, por baixo, 688 professores com curso superior ! Diante dos fatos, gostaria muito, amigo, que você divulgasse minha campanha, na qual o lema será:

'TROQUE UM PARLAMENTAR POR 344 PROFESSORES' .

COMO VOCÊ VAI VOTAR DEPOIS DE LER ESTA MATÉRIA??
REPASSE, EU JÁ ADERI À CAMPANHA!"
****
É como eu sempre digo (copio): "Professor pobre é pleonasmo, Cientista rico é paradoxo".
Não poderia deixar de mandar um grande abraço aos meus favoritos 'tios': Dé (Portuga), Eliana Fêo, André Orlandi, Júnior (Loco), Renato, Adriana, Vera Mello, João Maurício e outros que não devem ter sido tão marcantes assim, pois nem me lembro.

2 comentários:

Shisuii disse...

Existe muita coisa pior que isso.

A condição dos professores é a ponta do iceberg. Existem jogos de poder sobre a atividade educacional que pairam a atitudes nazistas.

Mas, por enquanto, prefiro não citá-las.

E assino embaixo, em prol da valorização do professor (como se não fosse um)

Shisuii

Shisuii disse...

http://blog.drpepper.com.br/?p=1555