segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Jogos Mortais

Como prega a tradição: Mulher odeia futebol. É claro que eu adoro, embora meu timinho bambi não tem me dado muitas alegrias ultimamente e meu melhor consolo é saber que aos palmeirenses e cúrinthianos também não (/risinhos cínicos e psicóticos).
São muitos os argumentos das mulheres para justificar esse ódeo pelo futebol. A maioria eu considero como demonstrações de possessividade. Parece que a mocréia morre de medo de perder o macho para os amigos. Outras por ciúmes que a bebedera e alegria proporcionada por esse encontro acabe dando numa esticadinha ao puteiro. Eu duvido que exista alguma boa samaritana que não goste do futebol por preocupação com as lesões do famoso ‘Atleta de fim de semana’. Ah, não! Essa pessoa não existe. A maioria quer mesmo é que o cara se foda. Há também os argumentos chavões: ‘Não entendo como pode 22 caras correndo feito tonto, debaixo dessa lua, sem protetor solar, atrás de uma bola... Ai, credo!...” E por aí vai...
A versão calcinha-antifutebol que mais me convence é a inveja por não ter nada tão divertido e tradicional a se fazer com os amigos.
Aqui em Small Gold a mulherada arrasa na torcida nos campos. É uma seleção de palavrões dos mais baixos níveis e proferidos em milhões de decibéis na arquibancada. Algumas até ousam provocar a torcida adversária. Uma baixaria deliciosa de se ver.
Mas a mulherada não percebeu que o futebol não é mais o grande rival. Os tempos são outros, pessoas. E eu posso vos dizer, com experiência no assunto, que a coisa piorou horrores. Vocês sentirão saudades do futebol.
Quem é esse sacana de vilão? Os jogos eletrônicos, ou, pra você se familiarizar com o lance, são os vídeos games.
Eu prefiro uma tarde de sábado linda com a bunda refletindo embaixo de um sol, com uma cerveja gelada e troca de papos inúteis e filosóficos. Mas há quem prefira, como meus colegas de trampo, campeonatos de Pro Evolution e Wining Eleven às 9 - friso - às 9 horas da madrugada num sábado!!! E com tubaína e Elma Chips! Quer um replay disso?
Já ouvi relatos de moçoilas com o interior de suas saias em ardor e ficar na mão, não sei se literalmente, enquanto o bonito quarentão foi a uma disputa de Guitar Hero com os amigos.
Pior que isso? Claro. Quando esses campeonatos são na sua casa, amiga.
Outra coisa que me surpreende é a variação de idade. Mulher, geralmente, prefere a companhia de outras de sua faixa etária, por um lance de afinidade. Já os cuecas variam de 12 a 50 anos. Motivo? Não sei. Imagino que seja o mesmo. Afinidade pela mesma mentalidade. Que não varia muito entre essas idades, se iguala. Bonito isso, né? Dá até vontade de chorar na gente.
Daí você pensa: “Vou tentar salvar minha relação. Vou aprender jogar essa porra.”
Esquece, coração. As mulheres aprenderam – e muito bem – a jogar futebol. Nem por isso são convidadas para as peladas com seus cuecas & Cia. Aliás, elas deviam chamar esses jogos de pelados, né?
No tempo do futebol, você tinha uma folga do cara. Usava esse tempo para você. E era um jogo por semana, no máximo. Games são todos os dias e até altas horas.
O futebol não era em horário de cumprir obrigações conjugais. Ele nunca chamaria os amigos dele para jogar na sua casa. Seu sofá não ia ficar cheio de farelo e com cheiro de suor misturado ao de churrasco com presunto dos salgadinhos.
Tudo isso sem falar naqueles barulhos do game. Sonzinho do inferno!!
E num rola nenhuma folga. Não há intervalo antes do segundo tempo, aliás, não há só o segundo tempo. O jogo rola até acabar o Band'Aid das bolhas nas mãos, que ficam pior que mãos de punhenteiros juvenis.
E atenção calcinhas-sedentas: não há exposição de coxas gostosas. No máximo magrelos, bronzeados-camiseta, míopes e de Rider. Salvo alguns novos adeptos, os nossos, que ainda estão delicinhas.
Futebol não gasta energia elétrica, algo muito importante nessa era de preservação do meio ambiente. Embora as roupas cheguem imundas, mas você, mulher moderna, não lava meias de futebol.
Eu havia pensado em inúmeros argumentos, mas comecei a escrever e já fiquei puta. Então vamos encerrar com o argumento mais plausível e direto:
Game não me dá tesão!

Para quem não entende bolufas sobre futebol, há um pequeno e criativo (falta do que fazer) teste no Humor's Blog
.
PS.: Não vem com gabarito.

Um comentário:

Shisuii disse...

asuahsuahsuahusa

Podia ser pior ainda: Podia ser na sua casa, com o Guitar Hero Aerosmith, que só tem as músicas mais carne de vaca dos caras!!

aushaushaushas

Vida longa ao Campeonato Brasileiro! E ao triode ferro, porque se dosse só um não teriamos tanto motivo pra tiração de sarro...

ashaushausha

Shisuii